Procolo de pesquisa em PDS

Introdução

imagesOrientação de prepacao de um protocolo de pesquisa em educação com vista a elaboração de dissertacao de mestrado.

Advertisements

Técnicas de Organização do Trabalho

indexNovas formas de organização do trabalho e autonomia no trabalho

A denominação “novas formas de organização do trabalho” (NFOT) foi muito utilizada na Europa, nos anos 70 do séc. XX. Tratou-se de uma perspectiva centrada no factor humano e inserida num movimento de humanização do trabalho e de democratização da empresa.

Actualmente, a renovação organizacional está em voga, pós, permite a sobrevivência, melhoria e competitividade das empresas no contexto de concorrência da economia global. Houve em 1997 houve debate sobre a renovação da organização do trabalho lançado pela Comissão Europeia, sublinhando as seguintes características:

  • Hierarquias mais planas;
  • Horizontalização das estruturas;
  • Conteúdos funcionais mais ricos e diversificados;
  • Trabalho em equipa;
  • Centralidade das competências;
  • Autonomia na realização do trabalho;
  • Confiança nas relações laborais e;
  • Envolvimento e participação dos trabalhadores.

Hoje em dia não se trata de realização de programas de mudanças com base em valores de democratização e humanização do mundo do trabalho, mas sim, da prevalência centrada na eficiência e racionalização flexível.

NOVAS FORMAS DE ORGANIZACAO DO TRABALHO E AUTONOMIA

Trabalho em grupo- tec org trab

CASO PRÁTICO

This slideshow requires JavaScript.

O Instituto de Ciências de Saúde de Maputo é uma instituição de formação de profissionais de saúde, com bastante experiência nesta área, portanto neste contexto havendo necessidade de introdução de novas modalidades de formação segundo as exigências pedagógicas actuais, urge a necessidade de harmonizar a forma de planificar as aulas tomando em conta que as aulas nos cursos organizados em competências, os conteúdos estão organizados em módulos e conta com a participação de vários docentes para sua leccionação.

Estando a decorrer a formação de professores no ISCISA urge a necessidade de integrar os novos formandos na área de docência – as modalidades de planificação de aulas a este nível.

CLIQUE AQUI para ampliar seus conhecimentos UD manual-Tiago

Questionário de autoavaliação da Unidade Didática.

A formação como ferramenta para facilitar a mudança

formacaoA noção dos professores como aprendizes encontra-se no centro da mudança educacional. os educadores  devem aprender todo um conjunto novo de habilidades, conhecimentos e praticas, esse tipo de mudança não ao acaso ou por ordem administrativo ou pura vontade e determinação.

Para impulsionar a mudança no sistema educativo os professores precisam de ter uma formação que vai ao encontro das novas abordagens educacionais.

Mudanças de paradigma

paradigmaAs principais interpretações das questões relativas à natureza da aprendizagem remetem a um passado histórico da filosofia e da psicologia. Diversas correntes de pensamento se desenvolveram, definindo paradigmas educacionais como o empirismo, o inatismo ou nativismo, os associacionistas, os teóricos de campo e os teóricos do processamento da informação ou psicologia cognitiva.

Nestes paradigmas de mudanças importa referir a visão dos teóricos do Processamento da Informação ou Psicologia Cognitiva, de origem mais recente, reúnem diversas abordagens. Estes teóricos estudam a mente e a inteligência em termos de representações mentais e processos subjacentes ao comportamento observável.

Aprendizagem significativa

iexA aprendizagem significativa é mais tratada nas teorias cognitivas, nesta análise iremos tratar da visão da teoria de Ausubel, onde compara a aprendizagem significativa e a mecânica, para ele a aprendizagem significativa ocorre quando uma nova informação é relacionada a um aspecto relevante, já existente, na estrutura cognitiva do aprendiz. Em contrapartida, a aprendizagem mecânica ocorre quando a nova informação não se relaciona a conceitos já existentes na estrutura cognitiva sendo arbitrariamente armazenada e, portanto, pouca ou nenhuma interacção ocorre entre a nova informação adquirida e aquela já armazenada (Novak, 1981).

Ausubel refere-se à estrutura cognitiva como o conteúdo total das informações, fatos, conceitos, princípios etc., sendo esta altamente organizada e hierarquizada, na qual elementos menos importantes são incorporados a conceitos maiores, mais gerais e inclusivos. Aprendizagem é definida como sendo o processo pelo qual o novo conteúdo se organiza e se integra à estrutura cognitiva. (Novak, 1981; Silvia, 1990; Faria, 1995).